Automobilismo

Esportes

Fórmula 1

Suzuki

Davide Brivio e as negociações entre a Suzuki e Valentino Rossi: 'Ele não podia esperar...'

davide brivio e as negociações entre a suzuki e valentino rossi: 'ele não podia esperar...'

Davide Brivio e as negociações entre a Suzuki e Valentino Rossi: ‘Ele não podia esperar…’

Corria o ano de 2012 quando surgiu a oportunidade de Valentino Rossi mudar de ares e rumar à Suzuki, mas quis o destino que a sua história não se cruzasse com os de Hamamatsu.

A história foi revelada por Davide Brivio, antigo Team Manager da Suzuki à Slick Magazine. O agora funcionário no paddock da Formula 1 contou como questionou Rossi sobre uma eventual mudança para a Suzuki e Il Dottore não se negou…mas as negociações também não avançaram.

‘É preciso recuar até 2011, quando eu trabalhava para o Valentino. Eu também deixei a Yamaha no final de 2010, tal como ele. No final de 2011 a Suzuki deixou o MotoGP mas sabia-se no paddock que queriam parar no final de 2010, continuaram a correr em 2011 apenas com uma moto para honrar o contrato assinado com a Dorna’, contou Brivio, revelando que não esperava tão cedo ter de lidar com a Suzuki. Na Ducati as coisas corriam de mal a pior para Rossi.

No início de 2012, Suzuki e Rossi abordaram uma possível parceria. Na altura com 31 anos, Il Dottore esperava mudar de ares no final do ano. Brivio contou como foi a abordagem:

– O Shinichi Sahara [líder do projeto MotoGP da Suzuki] contatou-me e disse-me que queriam voltar em breve, em 2014, e queriam saber se o Valentino Rossi estava interessado no projeto deles. Falei com o Valentino e ele disse-me que precisava de uma moto para 2013 e não para 2014, pelo que ele não podia esperar pela Suzuki.

A oportunidade passou e não mais se repetiu. Rossi regressou à Yamaha e foi vice-campeão três vezes seguidas entre 2014 e 2016. Já a Suzuki teve o ‘seu’ ano em 2020, quando se sagrou campeã de equipas e pilotos com Joan Mir.

TOP STORIES