Motos

Quais são os chefes de mecânicos dos pilotos de MotoGP para 2023?

quais são os chefes de mecânicos dos pilotos de motogp para 2023?

Quais são os chefes de mecânicos dos pilotos de MotoGP para 2023?

Todo e qualquer piloto de MotoGP tem consigo um chefe de mecânicos que o auxilia e acompanha durante todo um fim de semana de MotoGP. Como a temporada de 2022 foi marcada por anúncios de renovações e mudanças de entre pilotos e equipas, o mesmo pode acontecer a estes técnicos que, por vezes, acompanham o seu piloto numa nova aventura, como é o caso de Jack Miller.

Numa altura em que faltam menos de três semanas para os primeiros testes de pré-época deste ano, o website oficial do MotoGP partilhou uma lista atualizada dos chefes de mecânicos que estarão ao lado dos pilotos mais velozes do mundo.

Os chefes de mecânicos de cada piloto para 2023:

Monster Energy Yamaha MotoGP

Fabio Quartararo: Diego Gubellini (sem alteração)

Franco Morbidelli: Patrick Primmer (sem alteração)

Repsol Honda Team

Marc Márquez: Santi Hernandez (sem alteração)

Joan Mir: Giacomo Guidotti (trabalhou com Takaaki Nakagami no ano passado)

Ducati Lenovo Team

Enea Bastianini: Marco Rigamonti (trabalhou com Johann Zarco até ao final da temporada de 2022)

Francesco ‘Pecco’ Bagnaia: Christian Gabarrini (sem alteração)

Red Bull KTM Factory Racing

Brad Binder: Andres Madrid (sem alteração)

Jack Miller: Cristhian Pupulin (trabalhou com Miller em 2022 na Ducati e muda-se também para a KTM)

Aprilia Racing

Aleix Espargaró: Antonio Jimenez (sem alteração)

Maverick Viñales: José Manuel Cazeaux (trabalhou com Álex Rins em 2022 e muda-se para a Aprilia após saída da Suzuki no MotoGP)

Prima Pramac Racing

Johann Zarco: Massimo Branchini (contratado; trabalhou com Augusto Fernández no Moto2)

Jorge Martin: Daniele Romagnoli (sem alteração)

LCR Honda

Alex Rins: David García

Takaaki Nakagami: Klaus Nöhles (que vem da equipa de testes da HRC)

GASGAS Factory Racing Tech3

Pol Espargaró: Paul Trevathan (chefe de mecânicos de P. Espargaró durante 2017 e 2020 na KTM; trabalhou com Miguel Oliveira na KTM)

Augusto Fernández: Alex Merhand (trabalhou com Remy Gardner)

Aprilia RNF Team

Miguel Oliveira: Giovanni Mattarollo (trabalhou com Maverick Viñales até ao fim da temporada passada)

Raúl Fernández: Noe Herrera (volta a trabalhar com Fernández depois de em 2021 o ter ajudado na tentativa de conquistar o título em Moto2)

Gresini Racing

Alex Márquez: Donatello Giovanotti (trabalhou com Fabio Di Giannantonio)

Fabio Di Giannantonio: Frankie Carchedi (trabalhou com Joan Mir na Suzuki)

Mooney VR46 Racing Team

Luca Marini: David Muñoz (sem alterações)

Marco Bezzecchi: Matteo Flamigni (sem alterações)

TOP STORIES