Brasil

Operação Natal 2022 apreende drogas, localiza foragidos e veículos roubados

A operação atuará também na fiscalização da velocidade dos veículos, ultrapassagens proibidas e uso de telefone celular pelos motoristas. As abordagens observam também se os ocupantes dos veículos usam o cinto de segurança.

Por Redação, com ABr – de Brasília

Em andamento nas principais estradas do país desde a última quinta-feira pela Polícia Rodoviária Federal, a Operação Natal deste ano já teve apreensão de drogas, recuperação de veículos roubados e detenção de pessoas procuradas pela justiça.

operação natal 2022 apreende drogas, localiza foragidos e veículos roubados

Trânsito fluindo normalmente nas rodovias federais da Paraíba.

A Operação Natal 2022 segue até domingo, tendo como principal objetivo o de garantir a segurança nas estradas, de forma a prevenir acidentes e preservar vidas nas estradas de todo o país. Entre as ações previstas está o enfrentamento à embriaguez ao volante no período que, tradicionalmente, registra “aumento considerável no fluxo de veículos nas estradas”.

A operação atuará também na fiscalização da velocidade dos veículos, ultrapassagens proibidas e uso de telefone celular pelos motoristas. As abordagens observam também se os ocupantes dos veículos usam o cinto de segurança, além de cadeirinhas e dispositivos de retenção para crianças.

Anfetamina e cocaína

Nas primeiras horas de operação, a PRF apreendeu, em um trecho da BR-364 em Ji-Paraná (RO), um carregamento com mais de 30 quilos de cloridrato de cocaína. A substância estava sendo transportada no compartimento secreto de um Fiat Strada branco por um homem de 36 anos que estava a caminho de São Luiz (MA).

“Rondônia não produz cocaína, mas é um dos estados que faz fronteira com a Bolívia, tornando nosso território um dos corredores de escoamento da produção andina, que é destinada ao rentável mercado europeu”, informou a PRF.

Na sexta-feira, foram apreendidos 72,6 kg de “substância análoga à cocaína” no Tocantins. A droga estava sendo transportada em um compartimento interno de um veículo de Celta branco no município de Guaraí.

Um outro flagrante ocorreu no município baiano de Itaberaba (Bahia), envolvendo um caminhoneiro transportando nove comprimidos de anfetamina (rebite), substância usada para manter motoristas acordados de forma a trabalhar por longos períodos sem descanso.

“Dirigir sob o efeito de substância psicotrópica e não respeitar a lei do descanso são condutas que colocam em risco a segurança de todos que trafegam pelas rodovias federais do país”, informou a PRF, destacando que a Lei 13.103/15 (Lei dos Caminhoneiros) determina o tempo que motoristas profissionais devem descansar. O monitoramento é feito por meio do tacógrafo.

O flagrante ocorreu durante fiscalização da Operação Tiradentes, no Km 225 da BR-242 por volta das 17h de ontem (23). Ao ser constatada a quantidade de horas que o motorista estava dirigindo sem pausa para descanso, os policiais desconfiaram que ele teria feito uso da substância para se manter acordado.

Procurados pela justiça

Também na Bahia (no município de Gandu), um homem com mandado de prisão em aberto por homicídio foi preso na tarde de sexta-feira, em um automóvel Celta com placas de Salvador, durante fiscalizações realizadas no km-361 da BR-101.

“Ao serem consultados nos sistemas de segurança os documentos de porte obrigatório, foi verificado que o condutor do veículo, um homem de 29 anos, possuía em seu desfavor um mandado de prisão em aberto decorrente de processo pelo crime de homicídio, ocorrido na cidade de Laje, interior da Bahia. Diante das evidências, foi dada voz de prisão”, detalhou a PRF.

Um outro foragido da justiça, no caso por tráfico de drogas, foi detido pela PRF em Juazeiro (BA) durante as ações de fiscalização na BR-407. Ele dirigia uma caminhonete Saveiro e estava sem documentos.

Ao informar dados pessoais, foi constatada a existência de mandado de prisão em seu nome desde agosto deste ano, a partir de um mandado expedido pela Vara Criminal de Jaguarari (BA). Em maio de 2018 ele havia sido detido por tráfico de drogas.

Veículos recuperados

Em Feira de Santana (BA), a PRF recuperou, na BR-116, um caminhão roubado. Na abordagem, os policiais solicitaram os documentos de porte obrigatório do condutor e do veículo e verificaram que o automóvel possuía restrição de roubo ou furto, registrada no dia 19 de dezembro, na cidade goiana de Formosa.

“O condutor do veículo, homem de 46 anos, informou ter comprado o veículo através de anúncio da internet, na cidade de Barreiras. Afirmou também não ter contato com o suposto vendedor e não possuía comprovante que comprovasse a transação comercial realizada para aquisição do automóvel”, informou a PRF.

Posteriormente, foi constatado que o condutor tinha passagens pelo crime de receptação nos estados do Pará e Tocantins.

Um outro veículo roubado foi recuperado na cidade de Ribeira do Pombal (BA) na tarde de ontem, durante fiscalizações feitas na localidade, próximo ao km 170 da BR 110. Durante a abordagem foi verificado que o automóvel possuía restrição de roubo/furto na cidade de Nossa Senhora do Socorro (SE).

O condutor do veículo, um homem de 36 anos, disse não ter conhecimento da restrição do veículo, e que o estaria utilizando enquanto funcionário de uma empresa há pouco mais de 1 mês.

Na BR-407, em Juazeiro (BA), foi recuperado um veículo Kwid que teria sido furtado em São Paulo. O motorista do veículo foi detido após tentar fugir da fiscalização, desobedecendo uma ordem de parada. Ele então acelerou o veículo e o abandonou em uma rua da cidade.

Segundo a PRF, os policiais o avistaram entrando em uma loja. Após a abordagem, descobriram que tratava-se de um veículo furtado. “O homem alegou que havia adquirido o carro por R$10 mil por acreditar que era um veículo com irregularidades de financiamento”, informou a PRF.

Na sexta-feira pela manhã, a PRF recuperou, na BR-104 em Lagoa Seca (PB), um veículo furtado em abril, que estava circulando com “sinais identificadores adulterados”, o que levantou suspeitas de tratar-se de um veículo clonado.

O veículo T-Cross estava em um posto de combustíveis e apresentava uma série de modificações, como suspensão rebaixada, vidro espelhado e roda maior que a original, o que chamou a atenção dos policiais, que resolveram então averiguar se o carro estava de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro.

Durante a abordagem, um homem de 23 anos, se apresentou como proprietário. “Dando prosseguimento à fiscalização, os policiais denotaram que não era somente a estética do carro que estava modificada. Vários elementos de identificação foram adulterados”.

TOP STORIES