Carros

'O Fabio Quartararo é muito esperto para extrair o potencial da Yamaha; o Franco Morbidelli tem de redescobrir a sua confiança' - Lin Jarvis

'o fabio quartararo é muito esperto para extrair o potencial da yamaha; o franco morbidelli tem de redescobrir a sua confiança' - lin jarvis

‘O Fabio Quartararo é muito esperto para extrair o potencial da Yamaha; o Franco Morbidelli tem de redescobrir a sua confiança’ – Lin Jarvis

Durante a época de 2022, a equipa de fábrica da Yamaha contou com Fabio Quartararo e Franco Morbidelli para mais uma época de MotoGP. No entanto, estes dois pilotos apresentaram um desempenho completamente diferente: Quartararo lutou pelo campeonato e esteve grande parte da temporada na liderança, enquanto Morbidelli teve dificuldades constantes em se tornar competitivo. O melhor resultado do pupilo de Valentino Rossi foi um sétimo lugar em Mandalika e numa corrida com piso molhado.

Na opinião de Lin Jarvis – Managing Director na Yamaha Motor Racing e Team Principal na Monster Energy Yamaha MotoGP – Morbidelli sabe o que é preciso para se ser rápido aos comandos da M1. Mesmo assim, a falta de confiança na frente da moto impede o piloto de igualar os desempenhos do seu colega de equipa.

‘O Frankie não tem conseguido ter a mesma velocidade, agressividade em travagem e uma rápida velocidade em curva que precisas de ter para a Yamaha. Para que a Yamaha funcione bem, precisas de ser agressivo ao travar e de entrar rapidamente em curva. Contudo, necessitas de bastante confiança para fazer isso que é algo que eu diria que é o ponto forte do Fabio [Quartararo]. Ele tem bastante confiança com a frente da moto e o Frankie tem estado a lutar para encontrar isso’, disse ao crash.net, e continuou:

– Ele tem andado à procura de diferentes soluções e tem tentado mudar as afinações e os ajustes, e simplesmente não tem funcionado. Sabemos que ele pode ser rápido. Ele é um vencedor de corridas e um vice-campeão de MotoGP, por isso ele tem de se redescobrir a si próprio e nós temos de lhe dar melhores ferramentas para o ajudar nesse processo. O nosso objetivo é obviamente dar-lhe uma moto melhor para o futuro.

Consciente do estado atual da M1, Jarvis sabe que a Yamaha também tem uma palavra a dizer na falta de competitividade de Morbidelli:

– Temos de tornar a moto mais amiga de se usar, mas parte disso consiste em criar uma margem ligeiramente maior ao nível do desempenho. Porque agora, para manter a velocidade máxima, precisas sair das curvas super-rápido também porque não temos a potência pura dos cavalos, o que significa que precisas de levar mais velocidade em curva.

E concluiu: ‘O Fabio é muito esperto para extrair o máximo de potencial do pacote. Portanto, vamos ver. O Frankie pode fazê-lo, mas tem de redescobrir a sua confiança.’

TOP STORIES