Nissan

Nissan Leaf alimenta luzes de árvore de Natal para celebrar marco

Modelo especial celebra a produção de 250.000 unidades do carro elétrico na fábrica de Sunderland, Inglaterra

nissan leaf alimenta luzes de árvore de natal para celebrar marco

O Nissan Leaf não terá uma vida muito longa, pois será indiretamente substituído por um SUV em meados da década. Antes que isso aconteça, o pequeno hatchback está comemorando um importante marco de produção no Reino Unido.

A fábrica em Sunderland, na Inglaterra, atingiu as 250.000 unidades produzidas do carro elétrico. Para celebrar a ocasião, a Nissan está colocando as capacidades de carregamento veículo-rede do Leaf em bom uso para as festividades natalinas.

As luzes de uma imponente árvore de Natal quase 10 metros de altura estão sendo alimentadas pela bateria do Leaf. Vale ressaltar que o EV da Nissan foi um dos primeiros da indústria a alimentar dispositivos externos. Em 2014, dois anos após a venda do modelo de primeira geração, essa funcionalidade foi adicionada ao modelo.

nissan leaf alimenta luzes de árvore de natal para celebrar marco nissan leaf alimenta luzes de árvore de natal para celebrar marco

No entanto, o futuro do Nissan Leaf parece nebuloso. Em julho, a Automotive News afirmou que a produção chegará ao fim até 2025. Em outubro de 2021, o diretor europeu da NIssan, Guillaume Cartier, disse à Autocar que um substituto indireto tomará a forma de um SUV elétrico fabricado na mesma fábrica de Sunderland a partir de meados da década.

Seu sucessor será montado na plataforma CMF-EV da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, que já serve de base o Ariya e seu modelo irmão, o Megane E-Tech. O próximo modelo fará parte da iniciativa Nissan EV36Zero que aplicará 1 bilhão na fábrica inglesa para transformá-la no “primeiro ecossistema de fabricação de veículos elétricos do mundo”. Do valor total, 423 milhões de libras serão investidos para colocar o crossover no mercado com um volume de produção anual de até 100.000 unidades.

Não está claro neste momento se ele manterá o nome “Leaf” ou se a marca japonesa decidiu recomeçar com uma denominação diferente. Dada a longevidade do nome, parece improvável que ele seja simplesmente descartado. O já mencionado Megane E-Tech tem o nome de décadas de carros movidos a combustão, já que a marca francesa imaginou que seria errado abandonar o emblema tão familiar.

Fonte: Nissan

TOP STORIES