Land Rover

Land Rover Defender

Land Rover Defender elétrico terá quase 500 km de autonomia

Nova versão do SUV será apresentada em 2025, junto com a linha renovada

land rover defender elétrico terá quase 500 km de autonomia

A Land Rover está em um período de transição e dará um passo bem importante durante a reestilização do Defender, prevista para estrear em 2025. Isto porque, segundo a revista inglesa Auto Express, será o momento em que a fabricante irá apresentar também a inédita versão elétrica do utilitário, no que pode ser a transformação mais polêmica para os fãs da marca desde que trocou as arquiteturas de longarinas por monobloco de alumínio.

De acordo com a publicação, o Land Rover Defender passará a oferecer uma versão elétrica para cada uma de suas configurações: 90, 110 e 130. Para fazer esta mudança, o SUV abandonará a plataforma PLA D7x usada atualmente para adotar a arquitetura MLA Flex de seus “irmãos” Range Rover e Range Rover Sport, capaz de utilizar tantos motores a combustão quanto eletrificados e até mesmo 100% elétricos. Não é algo estranho, pois a fabricante fez isso com a reestilização do Discovery Sport em 2019, quando adotou a base PLA.

land rover defender elétrico terá quase 500 km de autonomia land rover defender elétrico terá quase 500 km de autonomia land rover defender elétrico terá quase 500 km de autonomia land rover defender elétrico terá quase 500 km de autonomia land rover defender elétrico terá quase 500 km de autonomia land rover defender elétrico terá quase 500 km de autonomia land rover defender elétrico terá quase 500 km de autonomia

Apesar da troca de plataforma, será mais uma reestilização do que nova geração, com uma mudança pequena na parte visual, com mais alterações para a versão elétrica, como uma grade fechada. Deve manter suas dimensões atuais, entre 4,23 m e 4,35 m, dependendo da configuração. A cabine deve mudar um pouco mais com uma atualização da central multimídia, usando uma tela maior, além da adoção de mais materiais sustentáveis.

Uma das táticas para convencer os mais céticos será apontar como adotar um sistema elétrico ajudará o Defender a ter um desempenho ainda melhor no off-road. Além do torque instantâneo, o carro poderá controlar a entrega da potência através de tecnologias como vetorização de torque avançado e outros truques feitos por software. Os engenheiros estariam trabalhando em um sistema que permite controlar cada uma das rodas, além de entregar vários modos de condução. O assoalho plano também deve ajudar a enfrentar alguns desafios.

land rover defender elétrico terá quase 500 km de autonomia

A Auto Express diz que ainda não conseguiu nenhuma informação sobre a motorização do Defender EV, que deve imitar o futuro Range Rover elétrico, prometido para 2024. Algumas fontes da revista dizem que terá uma bateria de aproximadamente 100 kWh, o que deve ser traduzido em cerca de 500 km de autonomia.

A Land Rover tem que correr para lançar o Defender elétrico, pois a concorrência não está parada. A Mercedes-Benz trabalha no EQG, a versão elétrica do Classe G e que está programado para 2024. A Jeep também tem planos de oferecer um modelo, antecipado pelo Wrangler Magneto, que por enquanto é só um conceito, mas que mostra bem como a fabricante irá fazer a transição para elétricos.

Fonte: Auto Express

TOP STORIES