Esportes

Kevin Schwantz e a 'cunha' de Barry Sheene no mundial de 500cc

kevin schwantz e a 'cunha' de barry sheene no mundial de 500cc

Kevin Schwantz e a ‘cunha’ de Barry Sheene no mundial de 500cc

Corria o ano de 1986 quando Kevin Schwantz competia na série AMA, no Estados Unidos, quando surgiu uma oportunidade que o levaria ao mundial de 500cc, após uma corrida em solo britânico.

‘Fui ao Reino Unido para competir com uma Suzuki GSX-R750 que era do Tony Rutter. Nesse ano não tivemos grandes condições em Donington: chovia, nevava…mas a moto era suficientemente rápida e era uma sonho pilotá-la. À medida que o fim de semana avançava o Barry [Sheene] começou a falar para mim cada vez mais. Depois, quando acabaram as corridas, ele perguntou-me se eu tinha de voltar para os EUA por algum motivo específico, mas depois de Daytona tinha dois meses até à próxima corrida. Ele respondeu: ‘Queres ficar por cá? Asseguro-te as despesas e podes ficar na minha casa.’ Depois disso disse-me que ia conseguir uma 500cc para eu competir. Eu disse: ‘O quê? Estás a brincar? A sério?’ E fomos a Snetterton e testámos. Suponho ter-me dado bastante bem, pelo que ele me pediu para voltar dentro de um mês porque iam ter a corrida do ano, em Mallory Park. Disse logo que sim!’, disse Schwantz ao Practical Sportsbikes, contando como se deu o seu início de carreira na classe rainha.

‘O Barry disse: ‘Vamos conseguir que o Kevin compita num par de Grandes Prémios, o calendário dele do AMA permite que corra em Assen, Spa e Misano. Conseguir estar nesses três Grandes Prémios foi 100% graças ao Barry Sheene. Talvez eu tivesse chegado ali na mesma mais tarde, mas isso encurtou o processo e de que maneira!’, revelou Schwantz sobre o seu início no mundial de 500cc pelas mãos de Sheene.

TOP STORIES