Carros

Corrado Cecchinelli convicto de que proibir dispositivos dianteiros no MotoGP foi a decisão certa

corrado cecchinelli convicto de que proibir dispositivos dianteiros no motogp foi a decisão certa

Corrado Cecchinelli convicto de que proibir dispositivos dianteiros no MotoGP foi a decisão certa

A tecnologia explodiu no MotoGP nos últimos anos, com uma série de novos aparatos e aspetos técnicos. Um deles foi o dispositivo de ajuste da altura dianteira, que acabou por ser banido para 2023 – embora ainda tenha sido autorizado no ano passado. Uma decisão esclarecida por Corrado Cecchinelli, diretor de tecnologia do MotoGP.

Perante os microfones do site Crash.net, o responsável esclareceu que houve a convicção de que era a altura ideal para proibir os dispositivos frontais, mas não os traseiros por estarem generalizados: ‘Propusemos só o dispositivo da frente porque ninguém tinha usado tal sistema durante as corridas na altura da nossa proposta, portanto acreditámos que era um bom momento para uma ação preventiva que basicamente ia deixar as coisas como estavam, enquanto o dispositivo traseiro era e é comum, pelo que banir ia ser significativo para todos’.

Segundo Cecchinelli, foi a própria organização a propor a proibição dos sistemas de ajuste dianteiros, numa medida que é considerada acertada mesmo não tendo aceitação unânime: ‘Veio da nossa parte. Depois houve uma grande discussão [na associação de construtores], pelo que estávamos prontos para retirar a proposta. Mas uma grande maioria de construtores ainda estavam em favor de banir e continuámos a esforçar-nos por isso, pelo que no fim de contas foi votado. Ainda acreditamos que é, no princípio da perspetiva técnica, a coisa certa a fazer porque é uma forma eficaz de controlar o desempenho. Mas ainda não gostamos, no geral, de mudanças que não são concordadas por unanimidade’.

TOP STORIES