Motos

Mundo

Coluna do Raul: Estabilidade na Europa

Tem Coluna do Raula rolando! Os registros de motocicletas chegaram a 781.824 unidades durante os primeiros nove meses de 2022 em cinco dos maiores mercados europeus (França, Alemanha, Itália, Espanha e Reino Unido), o que implica uma queda de aproximadamente 1,4% em relação ao mesmo período em 2021.

O volume de vendas diminuiu 3,3% (ano a ano) na Itália, onde atingiu 227.400 unidades, na Alemanha foram 173.750 unidades (-0,5%) e na França -7,9%, com 154.660 motos. No entanto, outros mercados, como Espanha com 135.005 unidades e com alta de 7%, e Reino Unido, com 90.190 motos e acréscimo de 3,5%, compensaram a perda dos outros países.

coluna do raul: estabilidade na europa

Coluna do Raul: Estabilidade na Europa

Leia mais:

Coluna do Raul: Primeiros socorros em saúde mental

Honda prepara uma CBR1000RR-R mais poderosa para 2024

Confira as 20 motos mais emplacadas em novembro

Melhora na região europeia. Veja na Coluna do Raul!

Já no mercado espanhol, os dados se mostraram melhores do que no resto da Europa. O cidadão espanhol valoriza cada vez mais as vantagens da moto como meio de transporte, o que corresponde às suas necessidades de mobilidade diária. Além disso, continua crescendo o uso da motocicleta para lazer e turismo, que sempre teve grande tradição no país ibérico.

Já nos seis maiores mercados europeus de ciclomotores, ou seja, Bélgica, França, Alemanha, Itália, Holanda e Espanha, o total foi de 206.900 unidades, volume quase igual ao de 2021.

coluna do raul: estabilidade na europa

Espanha com boas expectativas

O secretário-geral da Associação Espanhola de Fabricantes de Motocicletas comentou que o setor permanece estável na Europa. E isso apesar de alguns meses terem sido marcados por falta de abastecimento e dificuldades logísticas. No caso do mercado espanhol, que também foi afetado por esses fatores, os dados foram melhores do que no resto da Europa.

Esta é uma boa notícia para o setor, mas não podemos perder de vista os grandes esforços que as empresas estão fazendo. Ou seja, assumindo os aumentos de custos causados por todas as dificuldades atuais, fazendo com que não sejam repassados ao consumidor final.

Já o diretor geral da Associação Europeia de Fabricantes de Motos disse que os números de emplacamentos para os três primeiros trimestres de 2022 mostraram que o comércio de motocicletas e ciclomotores nos principais mercados da Europa permaneceram estáveis. Apesar dos problemas criados pela escassez de semicondutores e atrasos nas remessas, este foi o cenário.

Acompanhe a MOTOCICLISMO também pelas mídias sociais!– Instagram – Facebook – YouTube – Twitter

Vamos nessa?

Podemos ver algumas diferenças entre os mercados nacionais, mas nossos dados preliminares sugerem que as vendas de motocicletas em 2022 serão tão boas quanto em 2021. A propósito, foi um ano muito positivo para nossa indústria.

O Brasil inegavelmente segue em ritmo positivo com 986.250 unidades licenciadas até setembro de 2022, segundo dados da Abraciclo. Esses dados demonstram que tivemos um crescimento ao redor de 20%, algo muito bom para o nosso mercado. Além disso, se compararmos os números do Brasil com os seis principais mercados europeus, podemos verificar que estamos em um patamar bastante alto, seja em termos de crescimento quanto em volume de vendas.

Os votos da Coluna do Raul são para que o mercado continue de fato nessa tendência positiva e fechemos o ano com os emplacamentos em alta!

Raul Fernandes Jr. é especialista em mercado de motocicletas, presidente da AssoRoyal (Associação dos Revendedores Royal Enfield do Brasil), sócio do Grupo 2W Motors e ex-diretor de redação da revista MOTOCICLISMO Brasil.

O post Coluna do Raul: Estabilidade na Europa apareceu primeiro em Motociclismo Online.

TOP STORIES