Armadilhas nas estradas exigem atenção redobrada em Minas

armadilhas nas estradas exigem atenção redobrada em minas

Tráfego ontem n a BR-356, no sentido do Rio de Janeiro: Km 88 da rodovia, perto de Ouro Preto, sofre interdição por afundamento de pista

Interdições, rodovias degradadas e previsão de chuva são algumas armadilhas que os motoristas terão pela frente em Minas Gerais na saída para o réveillon. Dados do Comando de Policiamento Rodoviário da Polícia Militar (CPRv), apontavam ontem 68 trechos de 40 rodovias estaduais com problemas na pista, causando bloqueios totais ou parciais. A Região Central do estado é uma das que mais demandam atenção – não faltam bloqueios em trechos danificados ou em obras. Ontem, o tráfego já começou a se intensificar nas saídas da capital.

A limitação mais comum nas estradas mineiras é a erosão da estrutura do asfalto, mas há também quedas de barreiras e obras em pontes. Tem até mesmo interdição do período chuvoso anterior, que já está praticamente fazendo “aniversário”. Com extensão total de 307,9 quilômetros, a MG-10, que se inicia em Belo Horizonte e termina no município de Rio Vermelho, na Região Central do estado, coleciona interdições devido a buracos e deslizamentos, ainda sob o impacto das fortes chuvas que atingiram o estado no início do ano. Os percalços começam na capital mineira e seguem até o município de Conceição do Mato Dentro, na altura do Km 136, onde a rodovia está totalmente interditada.

A BR-381 pode até ter a alcunha de Rodovia da Morte, mas a MG-129 não fica muito atrás. A estrada, que liga a rodovia BR-120 nas proximidades da cidade de Itabira a Conselheiro Lafaiete, é considerada mortal e traiçoeira por quem frequenta a região. Já houve casos de acidentes seguidos no intervalo de apenas três dias. Buracos, asfalto com trincas e degradados são alguns dos pontos que exigem atenção redobrada dos motoristas. O trânsito flui apenas em meia pista em três pontos diferentes, nos Kms 166, 164 e 80. Outra estrada da Região Central com problemas é a MGC-383, próximo a Congonhas. O tráfego está bloqueado no Km 4 e no 5 devido à queda de uma barreira.

As condições das estradas que ligam o Vale do Aço ao restante do país também concentram gargalos, especialmente neste período chuvoso. A MG-262, importante via de acesso à área rural, tem um traçado sinuoso. O recapeamento do percurso de 39,4 quilômetros de extensão, em sua maioria de estrada de terra, segue parado. Outra situação que tem tornado o cenário ainda mais complicado para as cidades da região é a piora na rodovia BR-381, a principal da área. Há menos de uma semana, registros de uma erosão às margens da BR-381, no sentido Belo Horizonte, em Antônio Dias, mostraram a destruição de uma parte da estrutura, que ameaça a segurança dos motoristas no local. O problema ocorre próximo aos túneis Piracicaba. Vídeos que circulam nas redes sociais mostram carretas e caminhões passando sobre o asfalto à beira do colapso por falta de sustentação.

A chuva se torna uma das principais preocupações para os órgãos de trânsito e para os motoristas, uma vez que a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) é de tempo nublado e precipitações em várias áreas do estado, condições que prejudicam o tráfego especialmente em rodovias erodidas, como a MG-030, em Nova Lima, onde o trânsito flui apenas em meia pista em três pontos diferentes, nos Kms 20, 26 e 34. O motorista que passa pela MGC-418, no Vale do Mucuri, também enfrenta condições semelhantes, nos Kms 35, 105, 112 e 174.

Procurado pela reportagem, o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG), disse que “monitora constantemente as rodovias estaduais” e que “atua para que todos os problemas sejam resolvidos no menor tempo possível, de acordo com o grau de complexidade de cada interdição”. Segundo a autarquia, antes de todo o período chuvoso, são realizadas ações preventivas como verificação dos sistemas de drenagem, limpeza de canaletas, além de outras ações pouco percebidas pelos usuários, que são realizadas pelas 40 regionais do departamento.

O órgão também destaca os investimentos do estado na manutenção da malha rodoviária. Em 2021, aproximadamente R$ 300 milhões e, neste ano, afirma que o investimento foi dobrado para mais de R$ 600 milhões. “Para o próximo ano, confirmados os investimentos provenientes dos recursos de reparação ambiental, a perspectiva é que sejam aplicados R$ 1,5 bilhão em recuperação e manutenção de rodovias. Dando prosseguimento ao Provias, a meta para os próximos anos é recapear cerca de 10 mil km de rodovias”, afirmou por meio de nota.

Os motoristas também deverão ter atenção quanto aos radares. Serão 579 equipamentos espalhados pelo estado, todos funcionando normalmente, segundo informações do DER-MG. Ações serão intensificadas pelo departamento responsável pelas estradas mineiras. O órgão também vai limitar o tráfego de veículos de grande porte em estradas de pista simples.

A presença da Polícia Rodoviária Federal (PRF) nas estradas também está reforçada, desde ontem (30/12), quando teve início a Operação Ano Novo 2022/2023. A ação vai até amanhã e contará com policiamento ostensivo para reduzir acidentes graves e combater a criminalidade nas rodovias federais de Minas Gerais. As atividades são um desdobramento da Operação Rodovida, que se estende até o fim do Carnaval em 2023. Na semana passada, o balanço da operação de Natal contabilizou 113 acidentes de trânsito e 13 mortes em quatro dias. Ocorreram, também, 82 autuações por embriaguez, sendo que dois motoristas acabaram presos, e 275 multas por ultrapassagens proibidas.

A PRF destaca que o “fator humano é o mais importante no sistema de trânsito”, por isso, convoca os condutores a dirigir com cuidado, serem prudentes e praticar a direção defensiva e a urbanidade com os outros motoristas. A fiscalização e o policiamento serão intensificados por meio de rondas ostensivas nas rodovias e do posicionamento estratégico das viaturas e policiais ao longo dos trechos mais movimentados e considerados críticos, pelo alto índice de acidentes e pela elevada taxa de cometimento de infrações de trânsito.

armadilhas nas estradas exigem atenção redobrada em minas

Final da Avenida Cristiano Machado, no encontro com a MG-10: estrada coleciona interdições devido a buracos e deslizamentos ainda das chuvas do início do ano

DE OLHO NA PISTA

Principais pontos de interdição nas rodovias em MG

MG-10» Km 136, em Conceição do Mato Dentro

MG-129» Km 80, em Santa Bárbara» Kms 166 e 164, em Antônio Pereira

MGC-383» Kms 4 e 5, em CongonhasBR-381» Km 291, em Antônio Dias» Km 342, em João Monlevade

MG-030» Kms: 20, 26 e 34, em Nova Lima

MGC-418» Km: 35, em Mayrink» Kms 105 e 112, em Colônia» Km 174, em Teófilo Otoni

BR-116» Km 107, em Itaobim» Km 164, em Padre Paraíso» Km 267, em Teófilo Otoni

BR-418» Km 35, em Nanuque» Kms 105 e 112, em Carlos Chagas

BR-356» Km 88, em Ouro Preto

TOP STORIES