Carros

Anfavea prevê crescimento de 2,2% da produção de veículos em 2023

A Anfavea, entidade que representa as montadoras, informou que espera um crescimento de 2,2% da produção de veículos em 2023, ao divulgar nesta sexta-feira, 6, suas projeções ao desempenho do setor no ano.

Apesar da perspectiva de melhora no fornecimento de peças, o maior gargalo das montadoras nos últimos dois anos, a direção da Anfavea manifestou preocupação com a alta dos juros e seu impacto sobre a demanda por automóveis.

“Precisamos trabalhar para o aquecimento da demanda, e crédito é fundamental”, comentou o presidente da Anfavea, Márcio de Lima Leite, ao apresentar à imprensa os prognósticos da associação para este ano.

Em números que englobam todas as categorias – carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus -, a expectativa de produção se baseia na perspectiva de aumento de 3% das vendas de veículos, com efeito amenizado pelo recuo de 2,9% das exportações. O pessimismo em relação aos embarques se deve à menor força do mercado argentino, principal destino dos automóveis exportados pelo Brasil.

Se os prognósticos da Anfavea forem confirmados, a indústria automotiva terminará o ano com 2,42 milhões de veículos montados, ainda bem atrás dos mais de 2,9 milhões de 2019. Ou seja, a indústria levará mais tempo para retomar o padrão de antes da pandemia e da consequente desorganização das cadeias de produção.

Para as vendas, a previsão é de 2,17 milhões de unidades licenciadas em 2023, 64 mil unidades acima de 2022, porque a Anfavea não acredita que o primeiro trimestre será tão ruim quanto o do ano passado. Já em relação às exportações, a Anfavea prevê 467 mil veículos embarcados ao exterior, um decréscimo de 14 mil unidades em relação aos 481 mil veículos exportados em 2022.

O post Anfavea prevê crescimento de 2,2% da produção de veículos em 2023 apareceu primeiro em Dinheiro Rural.

TOP STORIES